20 de outubro de 2015

O que você está fazendo hoje te leva aonde você quer chegar?

Já parou para se perguntar isso? Ou se imaginou daqui a alguns anos como estará sua vida?

perdido-8700115

Vivemos numa correria para suprir as exigências e afazeres do dia a dia, que nos acostumamos a não projetar o nosso amanhã, e quando percebemos já é o fim do dia, o fim do mês, o fim do ano. 

É no campo do pensamento que a gente determina a vida que queremos ter. Como nós pensamos é como nós vamos viver. O pensamento é que vai delimitar se teremos uma vida mais feliz ou não. Ai você vai dizer: – até parece, se fosse assim eu estaria rico, ou não teria que enfrentar um chefe opressor, um relacionamento com problemas, nunca ficaria doente e por ai a fora. Mas o que você não sabe é que não basta simplesmente pensar.

Somos pensamento e vontade, onde o pensamento é a energia e a vontade é o veículo dessa energia.

A mente é estruturada em camadas, assim como o universo, do superficial ao mais profundo.

Se usarmos a mente num nível superficial de pensamento comum, teremos um poder limitado, mas num nível mais profundo, ela cria o universo.

O segredo está na intensidade do pensamento, é a sua vontade, mais concentração e foco no que pensa e deseja. Porque cientificamente já há comprovação que vontade/concentração e foco cria alterações neurológicas no nosso cérebro, como uma nova rede neural que torna esse pensamento real ou essa vontade real e que marca permanentemente o cérebro.

Força do pensamento = força de vontade

E a vontade está em pensar algo suficientemente para marcar o seu cérebro.

A nossa mente cria o corpo, porém tudo começa na célula, e quem dá as ordens as células? As ordens vem das redes neurais que se baseia nas experiências e nas informações que temos armazenadas.

FIGURA054Basicamente redes neurais buscam por padrões em treinamento realizado em conjunto de dados, aprendem esse padrão e desenvolvem a habilidade de classificar corretamente ou fazer prognósticos e predições. A rede neural supera-se em diagnósticos de problemas, tomada de decisão, predição e outros problemas de classificação onde o reconhecimento de padrões é importante e respostas computacionais precisas não são requeridas.

Estamos tão viciados no mundo externo e a reagir aos estímulos do mundo externo, que o cérebro começa a trabalhar como resposta ao em vez de criar.

criatividade2E usamos uma certa caixa de soluções para nossa vida, isso faz a química agir. Para mudar a química, temos que mudar a rede neural, o que significa que teremos que mudar nossa identidade, nosso comportamento e o jeito como interagimos com o nosso ambiente. Porque todas as vezes que somos a mesma pessoa e continuamos vivenciando o mesmo comportamento, estamos reforçando nossa identidade para nós mesmos.

Segundo o psiquiatra Dr. Sergio Lopes, o nosso pensamento é criador, gerador do ambiente em que vivemos, que unido aos sentimentos promovem todas as mazelas ou todas as virtudes, todas as doenças ou todas as curas, todas as terapêuticas e todas as conjunturas, nós sofremos ou nos alegramos.

20411208-um-trabalhador-estOs cientistas comprovam que o nosso cérebro se modifica com cada experiência que vivenciamos, sensorialmente, emocionalmente e mentalmente, daí surge a Neuroplasticidade, ou seja a capacidade que o sistema nervoso tem de alterar algumas das propriedades morfológicas e funcionais como resposta as alterações externas.

Se o cérebro é um músculo plástico capaz de ser moldado e você quer uma mudança na sua vida, no seu eu, você pode faze-lo.

As experiências internas é o que faz a modificação dentro de você, como determinadas decisões, determinados pensamentos que você pode desenvolver de maneira autônoma. Isso é a Neuroplasticidade dirigida, é a mudança pelo seu desejo de mudar.

Ou seja, você pode se acredita que pode.

Então analise, se você continuamente se depara com desgraças, acidentes, tragédias, talvez sua mente está fundamentada em sintonia de aceitar que assim que é a vida e assim será.

Assim como uma pessoa deprimida, ou que se sente discriminada ou que só consegue ver o lado ruim de tudo que lhe acontece, é uma pessoa com a vida mental dominada pela dor, e algumas vezes como reage e tudo que fazem tem a ver com a dor.

Se as células estão sendo bombardeadas pelo mesmo comportamento e mesma química varias vezes no cotidiano, quando a célula se divide, cria uma célula irmã ou filha, e nesta terá mais receptores para esses neuropeptídios emocionais em particular.

Somos o que construímos com nossa mente, tudo aquilo que projetamos em nosso inconsciente que vai arquivando, retorna de alguma forma, proporcionando-nos bem ou mal estar, saúde ou doença, alegria ou tristeza.

De alguma forma o nosso inconsciente na atualidade encontra-se saturado de pensamentos deprimentes, de angústias e desencantos e sobretudo de muitas manifestações perturbadoras.

O nosso pensamento é o dínamo gerador de vida, que se edifica ou se desconcerta.

Quando mudamos o modo de pensar, reconectamos o cérebro a um novo conceito, criando novas redes neurais o que vai nos transformar de dentro pra fora.

Mas aí, entra uma nova cilada, porque nos questionamos: – se eu mudar de ideia, mudarei minhas escolhas, se mudar minhas escolhas, minha vida irá mudar.  E o que vou perder quimicamente? A que pessoa, ou a que lugar, época ou evento sou quimicamente apegado?(sim como um vício) O que não consigo deixar pra trás porque eu posso ter que passar por uma abstinência química a partir daí?Daí vem o drama humano.

Mas se quer que sua vida tenha resultados diferentes do que tem hoje, se está cansado de estar na zona de conforto onde leva as coisas sempre do mesmo jeito porque assim você já sabe administrar, se quer ter sensações de alegria, saúde, bem estar, vai ter que se munir de coragem e enfrentar as mudanças, começar a criar pelo pensamento, vontade e foco novas redes neurais, não esquecendo-se que todo pensamento cria uma imagem que se arquiva no nosso inconsciente, e é pela repetição desse pensamento que o que deseja será criado. Visualizar muitas vezes com todo o desejo de seu ser e reprogramar a sua mente.

“Nós somos o que pensamos. Tudo que somos surge com nossos pensamentos, e com nossos pensamentos nós fazemos o mundo” Buda

Pesquisa realizada por : Nilma Soares

http://www.cienciaviva.info/neuroplasticidade-autodirigida-fazer-o-cerebro-feliz-167/

https://www.youtube.com/watch?v=tjJjUpKBDSo

https://www.youtube.com/watch?v=pZgZhk1AoCY&feature=youtu.be

https://youtu.be/zZemc2sq-Xc

http://www.guahyba.vet.br/avicultura/neurais.htm

http://super.abril.com.br/historia/pensamento-positivo

https://youtu.be/sGD7HinRcsU

Imagens : http://thumbs.dreamstime.com/z/perdido-8700115.jpg

http://blogdoscursos.com.br/wp-content/uploads/5-ti/2013/05/FIGURA054.jpg

https://quebracabecaecia.files.wordpress.com/2015/05/criatividade2.jpg

http://us.123rf.com/450wm/AlienCat/AlienCat1306/AlienCat130600003/20411208-um-trabalhador-est.jpg

2 de outubro de 2015

Novos Horizontes

                                    375716_337808952969956_1377421085_n

Olá caros leitores, após uma longa pausa, informo que estarei retomando as atividades com o blog.

Agora não só como terapeuta, mas também como pesquisadora do comportamento humano, incluindo pesquisas em neurociência, psicologia transpessoal e espiritual, analisando o ser humano como um ser holístico onde o emocional, as reações físicas e neurais, suas crenças e costumes interferem diretamente no seu eu, em seus estados psicológicos e nos problemas de saúde.

Até breve!

Nilma