23 de agosto de 2012

Olá sou teu Fígado! Posso apresentar-me?

Sou responsável por aproximadamente 5.000 (cinco mil) funções vitais,produzindo a grande maioria das substâncias essenciais para manter funcionando o resto do teu organismo.

Sou um grande laboratório!

Produzo a bile que é levada ao intestino delgado para se juntar ao processo de digestão.

Eu mantenho as reservas de ferro que tu necessitas, bem como as vitaminas e outros minerais. Também produzo hormônios, proteínas e enzimas que mantêm teu corpo funcionando normalmente.

figado1

Tenho participação na produção de substâncias que ajudam o sangue a coagular e um papel importante na decomposição do colesterol e de medicamentos. Sem mim não terias forças para levar tua vida adiante!

Eu armazeno todas as toxinas, venenos, álcool, substâncias químicas e drogas que entram em teu corpo. Minha função é quebrar quimicamente estes venenos, de modo que possam ser mais facilmente eliminadas pelos rins e pela pele.

Sou um depósito de toxinas. Elas permanecem em mim por bastante tempo até serem processadas. Se a carga se torna excessiva, fico impedido de trabalhar adequadamente e o processo digestivo se torna difícil.

Eu reservo energia, como uma bateria, armazenando açúcar (carboidratos e gorduras) até que dele necessites. Sou eu quem alimenta o teu cérebro de energia e o faz funcionar. Sem mim, entrarias em estado de coma!

Na verdade, nem poderias te levantar da cama se eu não estivesse trabalhando!

Sou eu quem controla teu sistema nervoso e exerço uma atividade importante sobre teus pensamentos.

Quando estou desequilibrado, não consegues te concentrar e nem ter clareza mental. Também te enervas facilmente, ficas instigado às brigas, predisposto à dores de cabeça, na nuca e região lombar...

figado2

Ainda segundo a milenar Medicina Chinesa,

sou a morada das HUN, seres espirituais que zelam por tua saúde.

E elas não gostam, absolutamente, da raiva e suas toxinas  venenosas!

Quando te tornas irado, sou agredido pelas toxinas do estresse. Se isso ocorre com frequência, as HUN me abandonam e fogem do teu corpo...

Então, torno-me endurecido e o teu humor cada vez pior.

Na antiguidade, Hipócrates classificou os principais temperamentos humanos de acordo com os humores predominantes. Ele denominou temperamento bilioso - que significa cheio de bilis e de raiva, irritável - aquele dominado por minha atuação negativa ...

As toxinas da raiva são um veneno que não consigo metabolizar...E elas podem me destruir, tornando-me um sério candidato ao câncer...

Além disso, quando envenenado pela raiva, afetarei o teu coração, que tornar-se-á impaciente e rancoroso, incapaz de sentir amor, alegria e respeito.

E isso, facilmente, pode destruir teus relacionamentos...

              imageimage

A única forma de convencer as HUN a voltarem ao teu corpo, é praticares atos de bondade para contigo mesmo e para com os outros. Quando transformares tuas atitudes raivosas em tolerância,conciliação e solicitude, elas ficarão ao teu lado, trazendo-te saúde e sorte!

É importante que gostes de mim!
Mas não te peço muito...Basta que me trates bem! Não me entupas de álcool - cerveja, uísque ou cachaça!
Se bebes com frequência , podes me lesionar para o resto das nossas vidas!

E eu me lesiono facilmente... Estas lesões chamadas "cirrose“, são permanentes.

figado3

Toma cuidado com o hábito da auto-medicação! Os medicamentos são importantes, mas ao tomares remédios sem necessidade, podes me sobrecarregar e intoxicar!

Todos os medicamentos são produtos químicos e quando tu os combina sem a aprovação de um médico, podes criar algo venenoso e prejudicar-me seriamente.

image

E saibas, eu não me queixo. Se me maltratas, não poderei avisar-te que estou em perigo!

Outra coisa importante - cuida da tua alimentação! Não abuses dos alimentos gordurosos!

chur

           chocolate          lanche-hamburguer

Eles podem me deixar coberto de gordura e se isso acontecer, desequilibrarei vários sistemas do teu corpo! Alimenta-te com uma dieta balanceada.

Sou vulnerável aos diversos vírus da hepatite, os quais vivem no sangue, na saliva, nas fezes e no sêmem humano.

Quase sempre sou capaz de destruir esses vírus, mas às vezes eles são mais fortes que eu e me infectam, causando-me muito dano.

figado4

Os vírus da hepatite C, são transmitidos pela transfusão de sangue e hemodiálise, pelo uso de drogas intravenosas, material cortante ou perfurante de uso coletivo, sem esterilização adequada: procedimentos médicos/odontológicos, tatuagens, piercing, manicure, etc.

Já o vírus da hepatite A, é transmitido através da água e dos alimentos, enquanto o da hepatite B, através dos contatos íntimos, da mãe infectada para o recém nascido e pelo uso do sangue infectado.

Então observa a procedência do sangue que acaso precises receber, dos alimentos e da água que ingeres e toma cuidado com a higiene ao toalete. Usa preservativos com novos parceiros, exige que os instrumentos que perfurem tua pele ou boca sejam esterelizados.

Segundo a Tradicional Medicina Chinesa, sou um órgão regido pela energia da madeira. Por isso, como uma planta, se me tiras um pedaço, sou capaz de me regenerar e crescer novamente.

image

Como vês, tua vida, saúde e felicidade, dependem de que cuides muito bem de mim e de ti!

image

Evita o estresse. Correr contra o relógio é hábito perigoso. Cultiva o bom humor. Pra que levar a vida tão a sério? Procura sorrir e brincar. Permita-te o lazer e o prazer. Descontração e diversão são essenciais para manter-me desopilado !

Obrigado por tua atenção

Teu silencioso companheiro,

figado5

O fígado

Texto adaptado do livro: CHI NEI TSANG – A MASSAGEM DOS ÓRGÃOS INTERNOS - Mantak Chia -Formatação: OLGA MENDONÇA- Psicóloga Psicoterapia - Naturoterapia - Reprogramação Mental

3 de fevereiro de 2012

Hemorróida–Apego as Mágoas do Passado.

Heart

Metafisicamente estabelecem intrínseca relação com todo o ato de
doação de alguém a alguma situação, ou mesmo a outra pessoa que se tenha dado de forma bastante intensa no passado.

Como exemplo, podemos citar um relacionamento que se rompe em função de uma traição completamente inesperada, antes que se tenha desfrutado tudo de bom que tenha sido idealizado em termos de prazer e de realização pessoal. Mantida viva na mente, a lembrança dessa traição poderá alimentar a possibilidade de retomada do relacionamento, a fim de dar continuidade ao romance interrompido ou mesmo alimentar a vingança contra o suposto traidor.

Na verdade, a dor jamais foi esquecida.


Experiências como essas, que levam a eternos arrependimentos por erros cometidos ao se dedicar inteiramente a uma causa, um projeto ou a uma relação, que levaram a um conseqüente abandono de tudo e de todos que nos cercavam, dão lugar a uma enorme e angustiante frieza ao se lidar com as emoções, pela dor causada no passado.

Armazenamos em nós todo o desconforto causado por uma difícil situação vivida.

Quando o relacionamento demora a se efetivar, exigindo tempo para sua concretização, surge o medo de que ocorra algo que possa impedir esse relacionamento.

Esse medo advém das lembranças de insucessos passados, de falhas e fraquezas que levam a pessoa a adotar uma postura perfeccionista e intransigente.


Atitudes por demais criteriosas levam o indivíduo a uma sobrecarga de atividades, privando-o de tempo para que possa se dedicar a outros afazeres que lhe proporcionem maior satisfação, impedindo-o de vivenciar uma doação plena de seus sentimentos mais profundos.

A dor e a dificuldade na evacuação decorrentes da hemorróida sempre expressarão, portanto, lembranças de situações mal resolvidas no passado.

http://www.amadeuw.com.br/livro.php?c=15&id=612&t=Metaf%EDsica+da+Sa%FAde+Vol.+1&pagina=39